segunda-feira, 18 de junho de 2018

FESTEJOS JUNINOS

Nos festejos juninos tem tradição e forró e o povo dança que só! Boa noite.
Ó, São Jorge forte e guerreiro,
Protetor dentro da lua
Que vive ao teu bel-prazer
Dia e noite sem parar
Iluminando do sul ao norte
A bela natureza
Do Brasil e do estrangeiro
Numa luta milenar, mas,
Presta bem atenção, por favor,
Que durante o mês inteiro
Perderás a tua patente, e para isso,
Basta veres a programação, pois,
O desfile vai começar, porque,
Primeiro vem Antonio
O santo casamenteiro
Para ajustar com perfeição
O pedido da mulherada
Feito no pé da bananeira, depois,
É João que deve se apresentar
No salão bem arrumado
Vendo-se em cada esquina
Fogueira acesa de montão
Soltando um véu de fumaça
E no chão a milharada
Assada na brasa do carvão, daí,
Pipoca o foguetório no céu
Com quadrilha e roda de coco
Fazendo chorar quem passa
Na maior animação, e,
Arrasta pé ainda é pouco
O povo esquece a tristeza
E dança forró contente, e por último,
Vem Pedro para cumprir sua missão
Fechando com precisão
Os festejos juninos
Descansando os corações
De homens, mulheres e meninos,
E assim devolve o teu lugar
Para reinares com emoção!

Mj, em 06/06/2017.

domingo, 17 de junho de 2018

QUEM SOU EU

Bom dia, bom domingo e ótima semana a todos.
Sou filha de Deus Pai criador do universo
E tenho como base da minha sustentação
A fé que carrego no peito, pois,
Sou cheia de defeitos, mas,
Com a pretensão de melhorar, porém,
Meu coração é dividido em ser,
Metade sonho e metade mulher
Que vence os obstáculos da estrada
Refazendo o caminho pedregoso
Como aprendiz de ET, então,
Pergunto-me constantemente
Se me conheço parcialmente
E chego á conclusão de que
Não sou nada e nem quero ser.
Mas sou feita dos quatro elementos
Que compõem a terra e tento unir
A natureza e a humanidade, todavia,
Sou inimiga ferrenha da covardia
Da falsidade, da mentira e da desumanidade,
Das quais combato todos os dias.

Mj, em 15/06/2018.

sábado, 16 de junho de 2018

ALEGRIA NO SERTÃO

Simbora dançar forró pé de serra, moçada! Boa tarde.
Estava triste e ao léu, mas,
Arquitetei no pensamento e realizei
O desejo de andar por aí
Para observar com leveza
O foguetório pipocando no céu.
O coração entrou no embalo
E numa emoção a toda prova
Fiz montaria no alazão
E para alegria do cavalo
Fomos parar no interior do sertão.
O milho da pipoca
Na panela pipocou
O barro do terreiro
Ficou duro sim senhor, então,
Vi a ternura da fogueira
Soltando sua fumaça
Numa eterna brincadeira
Até o sol raiar.
Ouvi o fole da sanfona
Tocando na vitrola
Um forró pé de serra
Animando sem parar, porque,
Luis Gonzaga, o rei do baião,
Tomou conta do lugar
Na festa de São João.

Mj, em 13/06/2018.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

CALA-ME A VOZ

Boa tarde e bom fim de semana.

Cala-se a voz embargada em relutante soluço provocado pelo choro da madrugada.

Mj, em 15/06/2018.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

EU PRECISO DO SEU AMOR

Ninguém consegue viver sozinho sem amor e sem carinho! Boa tarde a todos.
Água corrente que jorra da fonte
Lava a estrada de toda gente e irriga
As terras do agreste ao sertão
Deixando transparecer que,
Nutre o corpo da madrugada.
Mas parece que,
O tempo, como senhor da razão,
Não é esquecido e trouxe meus ais
Embrulhados no sopro do vento, porém,
O abraço da suave brisa tenta acalmar
Quando a aurora faz-se radiante ao ver,
O sol chegar de mansinho e envolver
Dois amantes carentes de carinho.
Num desejo frenético de ser
A flor desse jardim
Mostrar que em mim existe
A alegria que ilumina seu rosto, então,
Deixa-me enfeitar com gosto seu caminho.
E para me sentir viva
Preciso da ternura do seu beijo
Sem falar que,
A fruta que almejo tem nesse pomar.
Mas ainda dá tempo de reparação
E tentar curtir intensamente
Cada momento da sua chegada
Retirando o castigo da solidão.
Assim sou eu a sonhar que,
Preciso de você perto de mim
Que me aperte contra o peito, pois,
Esse é o jeito de sentir seu calor
Como antídoto e alento
Para o coração sofredor.
Eu preciso do seu amor!

Mj, em 13/06/2018.

sábado, 9 de junho de 2018

MEMÓRIAS

Viva um dia de cada vez! Bom fim de semana.
Lembrando-se da pequena semente
Nascida na terra quente
E como toda gente cresceu
Brincando na infância querida
Viveu na completa ilusão
Tendo sonhos de adolescente, e hoje,
Encontrando-se na velhice
Não perdeu a meninice, ainda,
Daquele tempo atraente que um dia
Levará para a eternidade
Como um presente da vida, porque,
Desejava ser a gaivota
Que voaria pela porta entreaberta
Atravessaria ligeiro o mar, e iria,
Ao encontro do condor, uma vez que,
Amar é semear saudade
Escutar e compreender
E saber que o próprio amor
Não foi feito para sofrer
Como costumam dizer
As palavras encantadoras do poeta
Na certa retiraria com fervor
A nostalgia do coração sofredor, e assim,
Seria calma e serena
Em cada romper da aurora
Com a alma renovada de alegria.
Muito embora não acredite
Tudo passa como o sopro do vento
E em alento acariciador
Jamais fará gracejo, pois,
Almeja na mente pensamentos positivos
Sem lamento ou piedade
Para não dar lugar a negatividade
Daquele momento que não retornará, mas,
Ficará para sempre guardado na memória.

Mj, em 09/06/2018.

sexta-feira, 8 de junho de 2018

NAMORADO

Bom fim de semana a todos.
Faço-te esta declaração, porque,
Lembro-me com alegria
Do primeiro dia que ti encontrei
Ou foste tu quem me encontrou, não sei,
Só sei que era noite de luar
Meu coração bateu forte,
E estava pronto para te amar, então,
Não fiquei mais sozinho, pois,
Daí por diante passastes a ser
A flor do meu jardim
Enfeitando meu caminho.
Ouves o meu grito
Ó minha doce paixão
Tu és meu favorito
O meu cravo perfumado
Minha louca inspiração!
Bem-querer meu amado
Tu és o sonho dourado
A razão do meu viver
Meu eterno namorado!

Mj, em 05/06/2018.