terça-feira, 16 de janeiro de 2018

AS MEMÓRIAS DO PASSADO

Com ou sem memória, a vida segue seu rumo...Bom dia.
O coração pulsava forte
Descompassado dentro do peito
E um pouco descompensado
Busquei na mente
As memórias do passado
Mas voltado para o amor
Deixei-me chorar de emoção
Embriaguei-me noturnamente
Aí então senti muita dor.
Tentei seguir o rumo do vento
E olhando para o norte
Bem na linha do horizonte
Vi o sol querendo brilhar
Por trás dos montes
As nuvens teimando
E tentando encobrir
O sorriso do meu olhar.
Fiquei pensativo
E no momento
Sem nenhuma inspiração
Consultei os sentimentos
Relembrei dos velhos tempos
Vagueando pelas ruas da cidade
Quando eu tinha a tua idade
Muito jovem a passear.
Eu vi passarinhos voando
Alegremente no infinito
E os patinhos botando
As asinhas na lagoa
Para aprenderem a nadar.
Na mocidade
De primeira me encantei
E logo me apaixonei
Por alguém de outro lugar
Porém na velhice
Senti me faltarem forças
Para continuar meu destino
Querendo ser novamente um menino
E correr sem parar
Na beira da estrada
Ora, veja só que pieguice
De um andarilho salutar
E no final me senti entristecido
Porque tu não estavas lá
Minha senhora
Na hora que precisei
Para me ajudar a levantar!

Poetisa Mj, em 16/01/2017.

sábado, 13 de janeiro de 2018

PENSANDO EM TI

No silêncio do mar existem mistérios que faz um doido perder o juízo! Bom final de semana.
No silêncio do mar
Há um navio ancorado
No silêncio da brisa
Uma onda desperta
A bailar na calmaria
Da praia deserta
No silêncio da noite
Um farol apontado
Na incerteza da vida
Um cortinado na janela
Iluminado pelo luar
Esperando que amanheça o dia
Para a donzela se deleitar
Nos braços do único amor
E com toda veracidade
Anda existe esperança
Basta retirar o desamor
Que faz tombar de agonia
Trás sofrimento e dor
E mexe com a emoção do pensador
Porém se eu tentar te esquecer
Sei que lastimarei minha sorte
Pois o que eu sinto por ti
Garanto que é mais forte
Mas há muito o que pensar
Porque lá se vai á idade
Devagar e bem diferente
O tempo passa veloz
No silêncio do mar
E a gente?
É, fica a pergunta no ar.





Poetisa Mj, em 23/04/2014.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

SEM PEDIR NADA EM TROCA

Com muita paz e harmonia, desejo a todos bom dia!
Neste exato momento
Eu poderia te dizer tantas coisas
Uma delas é que preciso me libertar
Criar asas e poder voar
Quero ainda transformar
A bela vida em poesia
Amar e viver urgentemente
Querer bem sem mudar
Para agradar a quem quer que seja
Quero desejar paz
Harmonia e muito mais
Porém tu nada podes fazer
Porque este coração padece
De tanto amar e sofrer
E se houvesse outra chance
Eu jamais choraria
E nem tu te compadeceria.
Vejas que neste jardim
Tem muitas flores plantadas
Com várias cores espalhadas
E quando elas começarem a brotar
O cheiro se espalhará no ar
Inundando a emoção
De vários amores
Então te proponho
Caminhes silenciosamente sem medo
Deixes para trás o vento gélido
Da malfadada noite

E venhas ao meu encontro
Porque quando sonhas

Tu voltas a sorrir
E o brilho do meu olhar
Agradece imensamente pelo teu existir
Pois o que recebes 
É mais do que merecido
E trás no peito garrido 
A vontade de voar
Tanto na terra, no céu e no mar
Sabendo que no limiar da história
Não há vencido e nem vencedor
Pois quem triunfa mesmo
É o verdadeiro amor
Que eu sinto dentro de mim
Sem te pedir nada em troca.

Poetisa Mj, em 09/01/2018.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

REENCONTRO NUPCIAL

O homem sem convicção, é vazio de coração...Boa tarde.
Senhor dos meus desejos
Cá para as bandas do agreste
Onde o vento faz a curva
Bem ao lado do sertão
O céu é azul celeste
E as nuvens são turvas
Tu prestas bem atenção
E escuta o que vou te dizer
Porque o homem sem convicção
É vazio de coração
Fica igual uma folha seca
Voando sem direção.
O homem sem coração
É pedra desorientada
Que procura alento
Mas caminha sem ter convicção.
Ele sai comandado pelo vento
Sem talento e sem noção
Mas eu não me envergonho
De viver por viver
Ou por ter sido radical
Porém a dor da separação
Machuca-me tanto
E a minha alma chora o pranto
Por não te sentir ao meu lado
Machuca-me em não te ver
Não compartilhar mais contigo
Os dois dedos de prosa que converso
Machuca até o silêncio abordado
Neste imenso universo
E não há paixão que resista
Para o peito apaixonado
Que se encontra despedaçado
Após a tua partida
Os sonhos foram desfeitos
Sabendo muito bem
Que foi contra a minha vontade
Mesmo assim um dia tu foste
E continuas sendo
O meu grande favorito
E daqui sai o meu grito especial
Porque na verdade prefiro ter
E desfrutar do teu amor
Ao invés da tua amizade

E quando chegar a nossa hora
Deixarei a porta entreaberta
Para ouvir os teus passos na escada
Subindo os degraus devagar
A emoção será tão grande
Que chorarei de prazer
Correrei para te abraçar
Sei que adormecerei de cansaço
E não mais resistirei
A esses lábios carnudos
Sentindo o teu beijo molhado
Passear no meu corpo desnudo
Tendo as estrelas como testemunhas
Da nossa noite nupcial.

Poetisa Mj, em 08/01/2018.

domingo, 7 de janeiro de 2018

ALEGRIA DE VIVER

Do nascer ao por do sol, agradeça por todos os benefícios que recebe, de graça! Bom semana para todos.
Escrevo um pouco espalhado
Pois sinto o corpo cansado
O pensamento pausado
Convexo no modo de ser
Que não cansa de lutar
Mas com leveza de espírito
Grito ao Senhor do universo
Pela alegria de viver
E jamais me cansarei de agradecer
Pela bondade infinita
Pela natureza gratuita
Pelo sol que resplandece
Pela lua que clareia
Pela vida que me deste
Pela casa que me serve de abrigo
Nas horas das tempestades
Pela roupa que me reveste
Pela visão perfeita
Pela cama para repousar
Pelas mãos do trabalho
Pelos pés para caminhar
Pelo pão que me alimenta
Pela água que eu bebo
Por um coração a pulsar
Recheado de amor para dar
Pela mente sadia
Pois é de Ti que me valho
Nas horas boas e ruins
E contigo irei até o fim!

Poetisa Mj, em 07/01/2018.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

QUANDO EU ESTIVER TRISTE

Após longa ausência, aos poucos estou retornando com os meus escritos...Boa tarde!
Quando eu estiver triste
Não me deixe sucumbir por desespero
Estende o ombro em riste
Dai-me o tempero do teu abraço
Beija-me carinhosamente
Até adormecer de cansaço.
Poetisa Maria José da Conceição (Mj), em 30/12/2017.

domingo, 31 de dezembro de 2017

NAS ASAS DA LIBERDADE

Feliz Ano Novo para todos, saúde, paz e muito mais!
Com toda sinceridade
O ano vai se escondendo
Tendo o seu sono merecido
E eu fico agradecido
Pelo novo que vem nascendo
Chega o grande momento
De jogar a poeira no ar
Então é tempo de recomeçar
Pois eu estou vivo
E quero apenas voar
Nas asas da liberdade!

Poetisa Maria José da Conceição (Mj), em 12/12/2017.