quinta-feira, 19 de julho de 2018

SOLIDARIEDADE

Um dia feliz para todos!
Se a humanidade pudesse
Seguir o caminho do bem
Haveria mais amizade
Mesmo sem ter um vintém.
Assim escrevo esse poema
Usando a musicalidade
Sem fazer da vida um dilema
E nem usar de alarde, pois,
Apesar da dor e dos obstáculos
É preciso ter solidariedade.
Tantos falam em igualdade
Divisão do pouco que tem
Um pão para dar a alguém
Com tanta sinceridade.
Outros dizem que é preciso
Viver sempre de união
Então respondo com um sorriso
Seria bom se assim o fosse
E imperasse a fraternidade,
Mas do jeito que a coisa vai,
E de improviso, danou-se,
O povo clama por paz
E mais amor no coração.

Mj, em 17/07/2018.

domingo, 15 de julho de 2018

A ILUSÃO DO PENSAMENTO

A vida é a pedra mais preciosa que possuímos. Ótima semana de paz para todos.
O vento fez uma pequena trégua, daí,
Tentei me esconder por algum tempo
Da ilusão do pensamento, mas,
Algo chamou a minha atenção, e,
Voltando os olhos para o céu
Vi as estrelas brilharem solenemente
Iluminando a escuridão da rua
Enquanto a lua se preparava
Para fazer a dança do véu, então,
Senti a união astral da natureza
E quase sem ter energia
O cansado corpo monotonamente
Procurava derrear languidamente
No aconchego dos teus braços
Numa paixão avassaladora, assim,
Rendi-me aos teus encantos
Deixando a própria imaginação
Navegar no espaço sideral
Até o raiar do dia.

Mj, em 15/07/2018.

terça-feira, 10 de julho de 2018

CLUBE DOS SONHOS

Meu irmão, se a tua vida não é perfeita e guardas no coração as dores, procures esquecer porque o mundo é de transformação. Bom dia, paz e luz.
No clube dos sonhos
Há pensamento e poesia
Sentimento e melodia, mas,
Na agonia da noite
Retorna a nostalgia.
O coração pequenininho
Bate feito redemoinho, então,
Escreve o que vem na mente.
De repente pega tudo de jeito, pois,
Cada frase é desmembrada
E colocada no papel
Como favo de mel
Escorrendo no peito, daí,
Desce a sacada e senta
Num cantinho da escada
E começa a pensar com carinho
Que outrora havia encanto
Tão feliz e sonhador
No encontro dos amantes, porém,
Vejo que hoje andam distantes
Sem carinho e sem amor
Parecem dois passarinhos
Solitários, sim, senhor,
Buscando eloquentemente
Alguém que os proteja.
Mas digo-te que ainda és
Uma luz resplandecente
Que acendes a alma
Recheada de desejo
A florescer constantemente.

Mj, em 08/07/2018.

domingo, 8 de julho de 2018

A SAIDEIRA PREFERIDA

Desejo a todos uma semana feliz e abençoada.
A carta escrita no papel
Transformou-se em avião
E num segundo
Chegou ao coração do mundo.
Era uma velha canção
A saideira preferida
De uma flor mensageira
Moradora do sertão, que,
Com a força do pensamento
Descreve o amor verdadeiro
Um sentimento abençoado
Que geme sem sentir dor,
Porque quando ele chega
Não manda nenhum recado.

Mj, em 17/06/2018.

sexta-feira, 6 de julho de 2018

SONHOS

BOM FIM DE SEMANA, MUITA PAZ!
Se da vida faz um mote
Que dá sorte
Sem a triste despedida
Para a morte não existe
Vencido ou vencedor.
Há um sonho adormecido
Sem lamento ou piedade
Em verdade só o tempo
Trás lambanças, sim, senhor.
De querer encontrar alegria
Nas lembranças um pensar, pois,
Há loucura sem bravura
Apimentando o amor.
Mas, se todo sonho é fantasia,
Sem memória, o que seria?

Mj, em 04/07/2018.

terça-feira, 3 de julho de 2018

NOTA DISSONANTE

Tudo passa porque o vento se encarrega de levar a fumaça para longe...Feliz dia para todos.
Tentei trocar verso por poema
Na matemática do tempo, porém,
Muito atrapalhado voltei para resolver
A questão no pensamento agitado.
Mas foi lá que encontrei sem jeito
O coração acelerado
Batendo forte no peito
Como nota dissonante
Sem saber que tudo passa.
E numa total desarmonia
Os sons foram refletidos nos ecos
Duma saudade alienada, que,
Procurava discordar solenemente
Das marcas deixadas pelo caminho
Em repetidas alterações feitas, porque,
São como pétalas de rosas murchas
Que desabam dos botões em desalinho.
E no afloramento dos sentidos
O vento se encarregou de levar para longe
A fumaça da noite invernada
Vencendo o dilema pelo cansaço.

Mj, em 03/07/2018.

segunda-feira, 2 de julho de 2018

ESQUECIDO VIAJANTE

Saúdo a todos com meu cordial bom dia recheado de bons fluidos!
Sou viajante sem jeito, e,
Escrevo um pouco arrastado
Com o coração descompassado
Batendo forte no peito.
Gostaria de contar-te um conto
Um conto bem animado
Daqueles que não tem fim
Mas ele está inacabado.
Posso contar-te em verso
Um verso do meu jardim
Que fala sobre o universo
Num poema rimado, então,
Deixo para outro dia, porque,
No meu pensar diferente
Esqueci-me de repassar para o papel
O que estava escrito na mente.

Mj, em 21/06/2018.