sábado, 25 de março de 2017

ALCATEIAS DEMAGOGAS

O nosso direito é preservar a natureza para depois usufruir!
Fazendo do universo meu hotel
E levando na alma um mar de calmaria
Olho para o céu e logo penso na verdade
Que as aves voam em pomposa altura
Mesmo no orvalho de cada manhã
Elas são testemunhas na viagem de fantasia
Então todos os dias 

Pego lápis e papel para anotar
Os dois dedos de prosa que converso.
Por caridade, procuro por tudo quanto é lado
E em cada verso anotado fico tenso
Pois o mundo brotado em selvageria
Com beleza exuberante vive em guerra
Falta o pão, o amor, a paz 
A caridade, a sabedoria, a humildade
E harmonia nos corações de pedra
Além da moradia abrigo dos necessitados
As alcateias demagogas se unem em vão
Deixando rastro de destruição na natureza!

Poetisa Mj, em 25/03/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário