sábado, 22 de outubro de 2016

LINHA DE SENTIMENTOS PASSADOS

Relembrar o tempo de criança na cidade
É uma tremenda lambança de encantamento
A mocidade não se continha fazia festa com grito
Na via da estação lugar de tantas idas e vindas das pessoas
Quando o trem passava era um show
De carga ou passageiro, dia, noite ou madrugada
Longe se escutava o ressoar do apito
...errô, errô, errô...chic tic, chic tic, chic tic...
E no tic tac do relógio o povo acordava
Lá vinha “Maria Fumaça” como trem pagador
Do trabalhador ao doutor ligeiro recebia pagamento
Nem lembro por quanto tempo pulei as emendas
Nas manobras de cada trem que ficava
Bons tempos dos tempos idos, hoje é sonho
Infelizmente me envergonho das ações
Ao lembrar que a linha virou matagal
Dá azia em som labial ver o povo assistir inerte
Porque acabaram com a alegria no sertão do Nordeste.

(Escritora Mj...22/10/2016)

Nenhum comentário:

Postar um comentário